01/08/2021

Colóquio Internacional Simondon Indisciplinar

Online

Simondon INDISCIPLINAR

Seminário Internacional, online, 14h e 16h, GMT-3.

Todas as terças e quintas de Agosto de 2021.

 

Apresentação

Desde a década de 1990, a obra de Gilbert Simondon exerce influência sobre pesquisadores em áreas diversas, da antropologia à comunicação, da sociologia ao design, passando pela cultura digital e a invenção política. A diversidade é decorrência natural da trajetória de um acadêmico multidisciplinar que escreveu sobre máquinas e comportamento animal, filosofia pré-socrática e teoria da imagem, psicologia social e dualidade onda/partícula. Na Sorbonne, Simondon comandou um Laboratório de Psicologia Geral e Tecnologia onde não se hierarquizava o estudo do humano, do animal e do objeto técnico.

            Para além da diversidade dos campos de atuação de Simondon, sua influência se reconhece pela profusão de conceitos e termos técnicos que ele introduziu ou transformou: pré-individual, tecnicidade, concretização, transindividual, transdução, alagmática, metaestabilidade, díade indefinida, modo de existência. E a lista prossegue. São conceitos que abrem caminhos não só na filosofia da técnica e da individuação, mas também na filosofia da natureza, na epistemologia, na política, nas artes. Hoje, já não é mais incomum encontrar esses conceitos aplicados em trabalhos de diversas ordens e formas.

            Tendo atingido o posto de referência, a obra de Simondon se vê diante dos perigos a que está exposto todo pensamento “canônico”: o enrijecimento de leituras hegemônicas, o empobrecimento de aplicações levianas, a reclusão em áreas disciplinares incomunicáveis. Mas será possível simplesmente “aplicar Simondon” sem ressoar com sua obra e seus problemas? Pensador dos fluxos, movimentos, transformações, processos, este é um filósofo que não se presta a ser retalhado em compartimentos, nem sobrecodificado por comentaristas. Em Simondon, a relação entre o filósofo, o tecnólogo, o psicólogo, o pedagogo, é de modulação e amplificação; é maior que a unidade e menor que a unidade. O tema do transindividual é técnico, assim como a técnica é matéria de individuação; a imagem é somática, psíquica e territorial; a singularidade, a intuição e a invenção articulam e integram o ser, o conhecer e o agir.

            Quais são as condições para aproveitar a fluidez e a amplitude desse pensamento sem capturá-lo em compartimentos disciplinares, nem esvaziar sua potência inventiva? Como explorar as vias abertas não só como um esforço interdisciplinar, mas transpondo as fronteiras do conhecimento e ressaltando aquilo que há de indisciplinar em Simondon? O que é necessário para manter um pensamento axiontológico, uma metafísica ontogenética, uma mentalidade técnica?

Este chamado por resumos se interessa por essas questões e outras semelhantes. Possíveis temas incluem:

            . Influências, diálogos e intersecções de, com e sobre Simondon;

            . Relações entre diferentes partes de sua obra e sua trajetória;

            . Ressoar com Simondon hoje: filosofia, ciência, política, artes;

Resumo Expandido

Envie resumo expandido, com no máximo 1.000 palavras, contendo nome completo, titulação, título da apresentação e 5 palavras-chave para:

reles@lists.gilbertsimondon.org.

 

Comitê Organizador:

Red Latinoamericana de Estudios Simondonianos – RELES